segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Alunos protestam em Universidade Federal Rural de Pernambuco contra homofobia de professor

Depois que o professor Ademir Ferraz, que leciona engenharia de pesca na Universidade Federal Rural de Pernambuco, escreveu comentários preconceituosos em sua página no Facebook, dizendo que tem ódio de gays histéricos usando o termo “galinha choca”, alunos da instituição resolveram protestar contra a postura do educador.

Com cartazes e faixas, diversos jovens se reuniram na entrada da Universidade. Nas mensagens, os alunos pediam o fim do preconceito e uma punição da reitoria ao professor.
“Repreenda o preconceito, as gays só querem respeito. Repreenda a opressão dizendo basta à omissão", diziam os cartazes colados na parede da Universidade.

“A Rural precisa tomar uma providência. Eu não acredito que ele será demitido, mas algo precisa ser feito”, declarou a aluna Roseane Oliveira, de 24 anos.

Apesar do protesto em frente à Universidade, nenhum representante da reitoria atendeu aos alunos durante a manifestação. Em nota, a instituição já havia declarado que não é de sua competência comentários feitos em uma página particular do professor. No entanto, declarou que as denúncias contra Ademir Ferraz enviadas à ouvidoria da Universidade seriam encaminhadas à reitoria.


Fonte ACapa

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

CINEMATECA GLS

Arquivo de Homens

De Homem para Homem

ASSIM EU ME APAIXONO

ENTRE IGUAIS