sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

"Não só no esporte, o Brasil é um país homofóbico", diz saltador brasileiro que se assumiu gay

Desde que assumiu a homossexualidade, o saltador olímpico, Ian Matos, de 24 anos, não para de ser chamado para falar sobre o assunto.

Apesar de tanta repercussão, o atleta paraense diz que nada mudou em sua vida após a revelação.

“Eu digito meu nome no Google e aparecem coisas relacionadas à entrevista [ao Correio Braziliense de quando se assumiu], e algumas pessoas mandam mensagens de apoio elogiando a atitude, mas não mudou nada. Continuo treinando normalmente. Não recebi prêmio ou oferta de patrocínio. Não recebi nada", declarou Matos.

Em entrevista ao UOL, o jovem fez um balanço de sua atitude corajosa e afirmou que não é só no meio esportivo que há homofobia, afinal, o Brasil é um país preconceituoso.

“A maioria das pessoas fala que o esporte é um meio homofóbico, mas não só o esporte. O Brasil é um país homofóbico”, afirmou.

Segundo Ian, alguns amigos se preocuparam com sua saída no armário dizendo que, após a revelação, o atleta poderia ser alvo de forte preconceito. “Eu construí minha historia aos trancos e barrancos. Saí de Belém com uma mão na frente e outra atrás. Nunca tive patrocínio, nunca tive coisas grandes", declarou.

"Eu acho que isso é uma coisa que marca, com certeza, mas eu não fui o primeiro nos saltos ornamentais. Não fico com medo, não. Brasileiro é um povo que não tem memória. Todo mundo esquece já", declarou o saltador, que morava em Brasília desde 2007 e acaba de se mudar para o Rio de Janeiro.

O atleta disse ainda que só falou abertamente sobre sua sexualidade após a repercussão da entrevista.

“Conversei com eles logo em seguida, e eles receberam na boa. É difícil esconder, né? Eu namorei muito e sempre aparecia com meninos em casa. Todo mundo desconfiava. Quando eu era bem mais novo, todo mundo falava", contou.

A mudança de Ian Matos para a cidade carioca tem a ver com a preparação para os Jogos Olímpicos de 2016, onde também estará Tom Daley, o atleta britânico que recente assumiu um relacionamento com outro homem, no caso, o roteirista do filme "Milk - A Voz da Igualdade", Dustin Lance Black.

Fonte ACapa

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

CINEMATECA GLS

Arquivo de Homens

De Homem para Homem

ASSIM EU ME APAIXONO

ENTRE IGUAIS