sábado, 9 de agosto de 2014

Restaurante que discriminou casal gay fecha as portas antes de protesto

Depois de um funcionário do restaurante Sukiya, da Rua Augusta, em São Paulo, proibir um beijo gay e agredir o casal na última semana, manifestantes LGBT foram até a frente do estabelecimento na noite de quinta-feira (7), às 20h, para um ato contra o preconceito.

Mas uma hora antes do início do protesto, intitulado "Sukiya: engula sua homotransfobia! Prato principal: língua de boy", o restaurante fechou as portas.
Mesmo assim, os participantes entonaram o coro "Eu beijo home, beijo mulher, tenho direito de beijar quem eu quiser" e colocaram cartazes no portão do restaurante. Dentre eles, "território homofóbico, boicote" e "O amor é para todos, beijos sim".

No Facebook, Bruno Zaidan divulgou uma imagem e escreveu: "Olha aí, gente, acho que eles não gostaram muito da ideia do ato. Sukiya de portas fechadas em plena quinta-feira a noite, só para não verem o nosso protesto. Pelo jeito eles não estão querendo dialogar com a gente".

Fonte ACapa

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

CINEMATECA GLS

Arquivo de Homens

De Homem para Homem

ASSIM EU ME APAIXONO

ENTRE IGUAIS