terça-feira, 13 de janeiro de 2015

História de superação de professora transexual ganha documentário, A Morada Transitória

A trajetória profissional e pessoal da atriz e professora Laysa Carolina Machado, que é uma mulher transexual brasileira, ganhou retratação em documentário: "A Morada Transitória" (Cine Monstro).
Dirigida por Jansen Hinkel, a obra foi gravada São José dos Pinhais, no Paraná, em 2014, e apresenta uma viagem da artista de 42 anos ao passado e reflexões atuais.

Fala por exemplo sobre a infância pobre, a perda da mãe aos 14 anos, o acolhimento de um padre, a transfobia e o sucesso profissional, que a colocou como diretora de uma escola pública. Fato, este, que a deixou conhecida no Brasil todo em 2013.
"Acompanhamos três dias da vida íntima da Laysa e filmamos em lugares significativos. O curta segue os seguintes caminhos: Laysa atriz - seu texto teatral, poemas; Laysa mulher - a vida em casa; e a Laysa professora - seu trabalho com educação; e a Laysa militante - sua visão sócio-política da condição de pessoas trans no mundo", diz o diretor.
Entre as reflexões da artista-professora-militante estão: "Essa sociedade binarista é ditatorial, pois existem outras possibilidades. A travesti e a transexual traz em si, querendo ou não, [o discurso]: "Olha, eu não quero esse pseudo poder masculino, eu acho que o poder vem do feminino".

Assista ao vídeo clicando aqui - a senha é: amoratrans.

Fonte ACapa

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

CINEMATECA GLS

Arquivo de Homens

De Homem para Homem

ASSIM EU ME APAIXONO

ENTRE IGUAIS