sexta-feira, 24 de abril de 2015

Argentina reconhece pela primeira vez tripla filiação a casal LGBT

Uma criança argentina terá legalmente duas mães e um pai. Em decisão inédita, o país reconheceu na quinta-feira (23) a pluralidade dos formatos das famílias existentes e autorizou a tripla filiação
O menino, identificado pela agência France-Presse como Antonio, tem um ano e terá em sua certidão os três sobrenomes dos pais, Susana Guichal, de 39 anos, Valeria Gaete, 39, e Hernán Melazzi, 37.

"O Antonio é o primeiro caso na Argentina e na América Latina, e há muitos poucos antecedentes no mundo, um deles no Canadá, mas sem dúvida abre caminho para que se comece a debater isso no mundo todo", afirmou Esteban Paulón, presidente da Federação Argentina de LGBT.
Paulon afirma estar orgulhoso da decisão e declarou que a filiação foi uma decisão administrativa do governo da província de Buenos Aires. "Nem sequer precisamos ir à justiça".

Um caso semelhante ocorreu no Brasil em 2014. Um juiz autorizou o registro de nascimento de um bebê com duas mães, um pai e seis avós em uma decisão única no país.

Fonte ACapa

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

CINEMATECA GLS

Arquivo de Homens

De Homem para Homem

ASSIM EU ME APAIXONO

ENTRE IGUAIS