sexta-feira, 29 de abril de 2016

Menina ganha festa de super-herói e quebra estereótipo de gênero

Ao ver aniversário com tema de Homem de Ferro, outros pais mostraram 'espanto'
Olha só que bacana esta matéria do site O Globo, muito bom ver que as poucos o esteriótipo de gênero esta mudando, não faz muito tempo e a cantora/dona do mundo/ diva Adele foi flagrada passeando com seu filho que estava trajando uma roupa do filme Frozen, comumente associado as meninas por se tratar de uma história de princesas.

Em um post no Facebook, com o sugestivo título "Como nasce uma super-heroína", que já coleciona mais de 3.600 compartilhamentos, Renata conta que precisou lidar com a reação de algumas pessoas, que estranharam a festa ("coisa de menino", diziam).

— Para nós, quando ela pediu a festa do Homem de Ferro, foi uma boa surpresa porque foi um retorno do que trabalhamos com ela há muito tempo — conta Renata, que é do Pará, mas mora com a família no Rio. — Quando ela tinha 2 anos, voltou um dia da escola falando sobre "coisas de menino" e "coisas de menina". Então eu percebi que teria que começar a discutir isso com ela, nas brincadeiras, no dia a dia, muito antes do que eu pensava. As crianças ouvem os adultos fazendo esse tipo de separação desde cedo, então, muitas vezes, não é dada a elas a chance de gostar de outras coisas.


A família logo abraçou a ideia de montar uma festa com decoração de super-herói, mas Renata diz que muitas pessoas ficavam um pouco sem reação diante da escolha de Marina.

— Ao chegar à festa, alguns pais demonstravam claramente um rosto de espanto. Mas depois entendiam, dava para ver que a estranheza inicial não era porque achavam aquilo errado, mas porque nunca tinham pensado nessa possibilidade.

A estranheza, na verdade, começou muito antes da festa em si. Quando ela levou a menina a uma loja para comprar seu presente de aniversário, Marina correu imediatamente para a "seção de meninos". A vendedora disse, ao ver a cena, que a criança estava na seção errada.

Para ajudar a conscientizar todos os convidados da festa, a família produziu o livro "O que eu posso então?!?", que conta a história da "Super Marina". Foi distribuído como lembrancinha ao fim da comemoração e pode ser acessado aqui.

PRÓXIMA FESTA: RAINHA DE COPAS

Mas de onde nasceu a paixão pelo Homem de Ferro? Renata conta que a filha é encantada por personagens que "salvam o dia", que resgatam pessoas. A menina nunca assistiu muito a desenhos ou filmes com este super-herói especificamente, mas, um belo dia, chegou à conclusão de que "ele era o mais forte, por isso tinha mais chance de resgatar as pessoas", lembra a mãe. E, para o aniversário de 5 anos, Marina já tem seu tema eleito: a Rainha de Copas.

— Até perguntamos a ela "Mas você não quer que a Alice seja a principal na festa?". Ela disse que não, porque é a Rainha de Copas quem luta e corta as cabeças. Ela não gosta muito de personagens que pareçam frágeis — avalia Renata.

Essa abertura da garota a interesses considerados "pouco femininos" abriu caminho, conta a mãe, e permitiu que amiguinhos e amiguinhas também expressassem preferências "inusitadas" de brinquedos, festas etc. E, especialmente após a festa do Homem de Ferro, muitos pais demonstraram gratidão a Renata.

— Ficamos surpresos com a repercussão e muitos felizes também. Mostra o quanto ainda é preciso discutir isso. Deveria já ser natural — lamenta ela. — Essa festa, sem dúvida teve um propósito maior para nossa família.

Fonte ACapa

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

CINEMATECA GLS

Arquivo de Homens

De Homem para Homem

ASSIM EU ME APAIXONO

ENTRE IGUAIS